sábado, julho 02, 2005

O ALIENISTA


Assis, Machado de- O ALIENISTA, virtual books 2005


Simão Bacamarte é um exemplo do que um homem no poder pode fazer com a sociedade. Ele não era na verdade uma pessoa má, na verdade ele tinha a intenção de criar algo, estudioso como era, mas não tinha conhecimento suficiente para isso. O livro é ótimo, a história vai de engraçada a crítica.
Aqui está o pequeno resumo:

O personagem Simão Bacamarte, médico de prestígio internacional, desenvolve um interesse peculiar sobre os estudos psíquico-patológicos. Vivendo numa colônia onde ninguém entendia do assunto, lançou uma empreitada na busca da causa e sintomas da loucura e recebeu o apoio do governo de Itaguaí para tal pesquisa cientifica. Analisando minuciosamente as pessoas e se baseando em sua bibliografia, chegou a conclusão que a loucura era constituída de uma deficiência das faculdades mentais, qualquer desequilíbrio já era considerado loucura. Assim sendo, recolheu metade da população a Casa Verde, um “asilo” construído pelo governo. Prendeu até a própria esposa, alegando que ela sofria de “mania santuária” por gostar de vestidos e jóias. Todavia, S. Bacamarte notou que se tanta gente estava louca, significava que não ter todas as faculdades mentais era sinônimo de ser mentalmente equilibrado, o que muda por completo sua primeira teoria. Liberou todas as pessoas e se dedicou ao estudo para definir a insanidade mental. Recolheu mais pessoas, julgando que estas fossem loucas e aplicou-lhes método de cura. No final ele percebe que essas pessoas também nunca foram loucas, chega a conclusão que nunca houve uma pessoa insana em Itaguaí e pensa ele mesmo ser louco. Recolhe-se a Casa Verde para estudar e curar a si mesmo, morre meses depois da mesma maneira que entrou, não houve nenhuma evolução.

7 Comments:

Blogger Cristiane Oliveira Cunha said...

Rafa passei aqui...Beijo!! Cris.

10:44 PM  
Anonymous Anônimo said...

tudo na vida e importante mais não como essa historia

2:37 PM  
Anonymous Anônimo said...

quero te conhecer cris

2:38 PM  
Anonymous Anônimo said...

mechamo Rayiner

2:40 PM  
Anonymous michael douglas said...

adorei a expressão do altor...ao modo como o alienista enxerfava as coisas...e pensava...

2:43 PM  
Blogger michael.d said...

expressava**

2:44 PM  
Anonymous Anônimo said...

muito bom o livro

9:39 PM  

Postar um comentário

<< Home